Notícias

Altos índices de infestação do Mosquito Aedes Aegypti chegam a 5,6% em Mamborê

A imagem pode conter: texto
 
A Prefeitura Municipal e Secretaria de Saúde de Mamborê, aterta a toda toda população do município, quanto aos altos índices de infestação pelo Aedes Aegypti transmissor da DENGUE, ZIKA VÍRUS, CHIKUNGUNYA E FEBRE AMARELA, conforme resultado do LIRAa (levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti), realizado de 03 a 06 de Janeiro de 2018, onde obtivemos o índice de 5,6%, considerado ALTO RISCO PARA EPIDEMIA, sendo que o preconizado pelo Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde é abaixo de 0,99%.
 
Os principais criadouros em nosso município, ou seja, os que propiciam a proliferação do Aedes Aegypti são os lixos nas residências a céu aberto em geral, calhas, coletores para armazenamento de água das chuvas os quais não recebem os cuidados necessários e por não serem completamente vedados, piscinas sem tratamento adequado, terrenos baldios abandonados com matagal o qual acabam virando depósitos de lixos, portanto os mais perigosos.
 
Com a chegada do Verão, altas temperaturas, intensificações das chuvas, umidades favorecem a proliferação do vetor, para evitar esta situação que o município se encontra, é preciso adotar medidas urgentes e permanentes para controle do vetor, a população precisa ter consciência da sua responsabilidade no combate ao vetor, na eliminação de criadouros em suas casas, terrenos baldios e comércios.
 
A Secretaria de Saúde alerta sobre o perigo das doenças que são transmitidas pelo mosquito e as implicações das doenças, podendo levar o paciente a óbito ou desenvolver os sintomas crônicos. O Governo Municipal através dos setores diretamente ligados a Saúde e combate as doenças transmitidas por vetores, veem intensificando ações visando um controle maior dos riscos de nova epidemia, devido às possibilidades da dengue hemorrágica, Zika Vírus, Chikungunya, Febre Amarela, sendo que a não colaboração no Combate e Controle ao Vetor, estão sendo aplicadas penalidades provenientes da Lei 022/2013 , Código de Saúde do Paraná e de tais legislações vigentes de combate ao vetor Aedes Aegypti e encaminhado ao Ministério Público a todos os proprietários de imóveis do perímetro urbano do município, que não adotarem e manterem medidas preventivas de eliminação de criadouros, colando em risco a Saúde Publica.
 

ATENCÃO PROPRIETÁRIOS, POSSUIDORES, LOCATÁRIOS OU RESPONSÁVEIS POR IMÓVEIS RURAIS OU URBANOS SITUADOS NO MUNICIPIO DE MAMBORÊ, EDIFICADOS OU NÃO: COMUNICAMOS QUE DE ACORDO COM A LEI 22/2013 QUE DISPÕE SOBRE MEDIDAS PERMANENTES DE COMBATE AO MOSQUITO TRANSMISSOR DA “DENGUE, ZIKA VÍRUS, CHIKUNGUNYA”, CÓDIGO DE POSTURA MUNICIPAL, CÓDIGO DE SAÚDE DO PARANÁ E LEGISLAÇÕES VIGENTES, ESTÃO SENDO NOTIFICADAS E APLICADAS AS MULTAS DE ACORDO COM OS VALORES ABAIXO, AOS PROPRIETÁRIOS, LOCATÁRIOS QUE POR AÇÃO OU OMISSÃO CONTRIBUIREM PARA PROLIFERAÇÃO E NÃO ADOTOREM AS MEDIDAS QUE EVITEM A PRESENÇA E A PROLIFERAÇÃO DO MOSQUITO “AEDES AEGYPTI” TRANSMISSOR DAS DOENÇAS. SENDO AINDA DE RESPONSABILIDADE DOS PROPRIETÁRIOS, LOCATARIOS NO PERIMETRO URBANO DO MUNICIPIO, A LIMPEZA, CAPINA ROÇADA E MANUTENÇÃO DAS CALÇADAS E PASSEIOS DE SEUS IMÓVEIS, ONDE SERÃO APLICADAS MULTAS DE IGUAL VALOR.

IMÓVEL RESIDENCIAL/CALÇADAS E PASSEIOS

R$   530,16

TERRENO BALDIO/CALÇADAS E PASSEIOS

R$    662,70

ESTABELECIMENTO COMERCIAL/CALÇADAS E PASSEIOS

R$ 1.060,33

  • Valores serão corridos na forma da lei, havendo reincidência multa em dobro, e encaminhado ao Ministério Publico.
  • DUVIDAS E RECLAMAÇÕES: (44) 3568-1459 – RAMAIS 227, 220 - SECRETARIA DE SAÚDE.

OUVIDORIA MUNICIPAL – 156 –   3568-8000 (Prefeitura)

Voltar

Rua Guadalajara, 645 - Centro Horário de Atendimento 08:00/11:30 & 13:00/17:00 Segunda/Sexta

Mamborê Tel: (44) 3568-8000

CEP: 87340-000